Meditação Um a Dez

 

por Jerry A. Jonhson

 

Esta prática tem como objetivo a preparação do praticante de Chi Kung para lidar com as pessoas.

 

Permite o relaxamento, aprofundamento e criação de raízes da mente do terapeuta. Aumenta o campo energético do terapeuta criando as condições necessárias para uma conexão com a energia divina e formando, portanto, um local sagrado para atender pessoas.

 

1. Um é diversão: Imagine um sorriso derretendo pela frente de seu corpo como óleo morno, levando toda a tensão e estresse para dentro da terra. Um segundo sorriso derrete pela parte posterior da cabeça, dissolvendo todo o estresse e tensão para dentro da terra. Um terceiro sorriso derrete pelo centro da cabeça, relaxando os pensamentos, julgamentos e sentimentos, fluindo pelos ombros e saindo pelas mãos. Continua a derreter tronco abaixo, dissolvendo todas as barreiras emocionais fluindo pelas pernas e dirigindo-se para a terra. O seu corpo está feliz, relaxado e em paz.

 

2. Dois é Sapato: visualize os seus pés derretendo na terra, como se fossem pedras de gelo derretendo sobre uma superfície quente. A energia dos pés funde-se com a terra, derretendo em todas as direções (frente, atrás, direita, esquerda e para baixo). Conectando seu corpo e mente a energia terrestre.

 

3. Três é Arvore: sinta-se como raízes com o dobro de sua altura estivessem crescendo para todas as direções, fortalecendo a sua conexão com a terra.

 

4. Quatro é Centro: Imagine suas raízes afundando-se até o centro do planeta. A energia terrestre flui para dentro destas raízes, subindo pelas pernas, coluna, cabeça, descendo pelo peito e entrando pelo “Tantien” inferior. Isto possibilita trazer a energia terrestre para dentro de seu corpo e fazê-la circular pela órbita microcósmica. Uma conexão sólida com a terra propicia o “enraizamento” de suas energias físicas, mentais, emocionais e espirituais, enchendo o Tantien inferior com energia terrestre.

 

5. Cinco é Vida: sinta a energia terrestre se intensificando dentro de seu Tantien, a ponto de não mais poder ser contida pelo Tantien. Sobe pelo peito como um rio caudaloso, divide se em dois e sai pelas palmas das mãos, em direção a terra. Este procedimento libera e emite a energia armazenada no Tantien inferior.

 

6. Seis é Espesso: o lugar onde você está enche-se de energia. Esta energia vai tornando-se mais espessa, como se você estivesse dentro da água. Assim criamos um campo energético dinâmico através da fusão da energia do ambiente com a nossa energia e a energia terrestre.

 

7. Sete é Céu: o coronário abre-se absorvendo a divina energia branca no seu Tantien superior. Deixe a luz divina encher até transbordar a sua cabeça e o Tantien superior, preenchendo também o Tantien médio, preenchendo Tantien inferior. Esta luz promove a sua conexão com a luz celestial branca e divina, preenchendo todos os Tantiens e o “taiji pole”. As energias terrestres e celestiais fundem-se dentro de seu corpo.

 

8. Oito é abrir os Portões: imagine todos os poros de seu corpo abrindo-se e absorvendo energia ambiental para dentro de seu taiji pole durante a inspiração. Ao expirar imagine o taiji pole iluminando-se e brilhando como uma luz de néon. Esta visualização cria energia no seu centro, harmoniza a energia e respiração e prepara o corpo para a projeção de Chi e Shen.

 

9. Nove é Brilho: imagine seu eixo central brilhando intensamente irradiando energia pelos poros preenchendo toda a sala. Há a fusão dos 3 Chi (celestial, terrestre e humano) com o ambiente externo.

 

10. Dez é Iniciar: neste ponto você encontra-se em harmonia física, mental, emocional, energética e espiritual com o seu corpo, com a energia celestial e a terrestre.

 

Meditação de Jerry A. Jonhson no trabalho de Chi Kung, médico.

design by The Red