Meditação do Lótus

 

Imagine o coração como uma flor de lótus vermelha e o pericárdio (a membrana reguladora do aquecimento que envolve o coração) como as folhas flutuantes do lótus. Visualize os rins como bulbos semelhantes a cachos ou redes onde as hastes das folhas e a flor de lótus se unem. Num lago ou num açude existem naturalmente várias plantas de lótus que se unem e se enraízam na lama. Dos rins (bulbos dos rins/cachos), visualize as raízes descendo pelas pernas e penetrando no lodo.

 

Através desta paisagem onírica do corpo e do lótus imergindo na natureza, sinta essas qualidades do vermelho e da energia dourada que nos vem do sol e do universo, e também a energia azul da água que vem da terra e da natureza. Sinta a energia vermelha quente do coração e o vermelho e amarelo/ouro que vêm de cima. Sinta ainda a energia azul e fria da água dos rins e a refrescante energia azul da água que procede da terra.

 

1. Respirando profundamente no baixo-ventre, visualize o coração como uma flor de lótus vermelha, os rins como as raízes dessa flor e a espinha dorsal como a haste que as une.

 

2. Sinta as raízes do lótus se estendendo no leito do lago, absorvendo a quantidade exata de nutrientes da terra molhada. Visualize a flor se abrindo ao sol para receber a energia dele (fogo). Sinta a espinha dorsal saudável e flexível como o caule que conecta as duas energias. Sinta a harmonia do fogo e da água, yang e yin, masculino e feminino.

 

3. Inspire para o coração, absorvendo o calor do sol, sentindo-o descer entrar pelo coronário (na cabeça); misture-o com o amor, a alegria e a felicidade do coração (lótus vermelho). Dirija essa energia amorosa e quente do coração para o ponto oposto ao coração, no centro da coluna (o ponto entre as omoplatas, entre o T5 e T6) enquanto inspira lentamente. Então expire a energia quente (emitindo o som do coração, AHHH) ao longo da coluna (caule do lótus) até os rins frios, aquecendo-os e aquecendo também os músculos psoas com o calor amoroso do coração.

 

4.Veja os rins como bulbos que alimentam o lótus, com raízes que descem pelas pernas e chegam às pernas e chegam ás plantas dos pés, onde entram em contato com a energia azul e calmante da água.

 

5. Inspire para os rins, sentindo as raízes do lótus descendo pelas pernas até as plantas dos pés. Com a inspiração, absorva a energia azul da água, que é fria, calmante e nutridora, através das solas dos pés, e faça-a subir até os rins. Sinta a energia suave, clama e tranqüilizadora dos rins se misturando com a fria e sedativa energia azul da água que sobe pelas pernas. Espire o som dos rins, TCHIUUU. Enquanto expira, envie essa energia para cima, através da coluna (caule), até o coração.

 

6. Alterne a inspiração para o coração e para os rins desse modo algumas vezes.

 

7. Relaxe, respire normalmente e desloque a atenção do coração para os rins e dos rins para o coração ao longo da coluna. Sorria agradecido aos rins, a coluna e ao coração.

design by The Red